quarta-feira, 6 de outubro de 2010

POETA: Luciano Pinheiro - Vento da Primavera





Em sua primavera, sinto o fraquejar do vento sublime
O vejo tocar seu rosto e seu cabelo, levemente fazendo seu cabelo tocar seu rosto
Percebo seus olhos observar o horizonte, eterniza uma vida, um sonho, uma história.
Como se nada mais existisse nem ninguém, mais nada...
Como queria poder tocar suas mãos, cintilas perto de mim
Mais no momento é como se eu estive-se do outro lado do mundo.
Apenas um olhar...
Apenas um sentimento...
Apenas um pensar...
Quem sabe apenas um coração.
A distancia eterniza os dias... Cada minuto... Cada segundo...
Sinto minha mente distante de tanto pensamento que me passa
Tantos porquês...
Tantas coisas que queria que soubesses...
Mais o que me passa é apenas o momento...
Sinto como se fica-se feliz só por estar ao seu lado...
E em um campo caminhas, como se logo ali ouve-se uma árvore com uma sombra refrescante, com uma leve brisa, que há faz refletir...
Nesse campo que só há uma flor.
Uma flor que só brota na primavera.
Essa flor que desperta em todos uma sensação de liberdade...
Esse campo esta tão longe...
Tão longe de minhas mãos...
Sinto o cheiro mesmo estando tão longe.
Este cheiro que vem com a brisa do vento até mim.
O mesmo vento que a trouxe na primavera.
O mesmo vento que a faz caminhar pelo campo, junto às flores da primavera.
Essa flor...
Essa flor carrega uma felicidade...
Um bem estar irradia por entre as pétalas.
Essa flor...
É essa flor que me trazes, com um olhar que me prende me fazendo parar de respirar...
Quando recupero minha respiração estamos a voltar.
E percebo que sua vontade é de não ir
Assim como minha vontade é de estar ao seu lado
Queria poder estar agora perde de você.
Assim como meu pensamento a traz para perto de mim...
Assim como o vento a leva para longe de mim, me sinto mais perto por perceber que estas comigo...
Sem perceber estou ligado ao seu pensamento...
E pelas tardes de primaveras estas comigo.




Luciano Pinheiro, quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Um comentário:

  1. Muito bonito cara!Isso sim é um poema bem escrito!Parabens!!!!

    ResponderExcluir